sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Faça de 2011 um Ano-Novo

Dia 31 de dezembro do ano de 2010, dia tão esperado, últimas horas do ano. Sempre ansiosos pelo ano-novo, cheios de esperanças que venha algo de novo, algo que mude a rotina, que traga mais felicidade e, talvez, nos complete. Mas se esse dia for repleto apenas de planos e expectativas, será apenas mais um dia de festa e fogos, acompanhado de mais 365 dias vazios.

Hoje é dia de se esvaziar os armários e tirar tudo o que não nos serve mais para dar espaço às coisas novas. Trocar de agenda e fazer novas anotações que deverei ler diariamente, não para me tornar escravo delas, mas para garantir que eu cumpra o que precisar cumprir. Preciso me dedicar de fato aos projetos traçados e cumprir as metas estabelecidas.
Passar de um ano para o outro não é apenas um rito, mas acredito que o fim de um ciclo e o início de outro. Deus nos dá, mais uma vez, novas oportunidades para sonhar, novos desafios a serem enfrentados; Ele nos mostra cada dia a Sua vontade, e a nós cabe apenas aceitá-la ou não. Quero trilhar em 2011 os caminhos que Deus abrir pra mim, que Ele me desvie dos buracos da pista, e me guie por lugares aplainados. Pensando bem, se Ele estiver comigo, voarei por lugares mais altos.
Que hoje, às 00:00, você não apenas fale dos Seus planos a Deus, mas agradeça por tudo que te aconteceu em 2010, agradeça pelo Filho que Ele doou para morrer em teu lugar, pelo novo Caminho que Ele inaugurou pra você, pela alegria e pela paz que hoje você tem e te hoje te faz dizer: “FELIZ 2011!”.
“Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.” Isaías 43:18-19


quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Agradecimentos


O ano passa tão rápido que nem percebemos tantas coisas boas que nos acontecem. Não reparamos nos detalhes das nossas vidas, em tudo aquilo que o Senhor preparou especialmente para nós e deixamos passar despercebido. Nos esquecemos de agradecer a Deus por tudo, sua bondade, infinita misericórdia e por nos manter vivos...

Mas hoje, Deus, aproveitando o clima de fim de ano, momento em que muitas pessoas aproveitam para fazerem pedidos e definir metas para 2011, quero fazer diferente, quero agradecer-Te, demonstrar o quanto sou feliz e satisfeito por Teu agir em minha vida.
Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Salmos 103:02
Obrigado por cada momento em Tua presença, pois mesmo eu sendo pecador não me rejeitaste, por me oferecer sempre graça e perdão. Por cada momento em que eu merecia a condenação, e ser ignorado por Ti, foi Tua mão que me cobriu e Seu sangue que me purificou cobrindo minha multidão de erros. Valeu, Deus, por minhas conquistas, que na verdade são Suas, pois sei que tudo que recebi, foram dadas das Tuas mãos pra mim, por minha faculdade, meus cursos e meu emprego. Por Teus infinitos livramentos, por aqueles em que senti Tuas mãos me guardando e por aqueles que o Senhor me deu sem que eu ao menos percebesse. Se estou vivo é porque o Senhor tem me guardado, guardado os meus pés de toda armadilha e me guiado por caminhos de paz e segurança, mesmo em meio à escuridão, és minha Luz.
Muito obrigado pelas oportunidades de ir à Sua Casa para engrandecer-Te, sou grato por permitir que eu Te louve, mesmo sendo humano, falho, posso entrar no Santo dos Santos e contemplar Sua bondade. “Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome. ” Salmos 100:4
Obrigado por eu ser Sua Casa, Lugar de Sua Habitação. Posso até trazer em mim marcas, mas minhas feridas têm sido tratadas. “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? ”1 Coríntios 6:19
Obrigado,Pai, por um dia ter olhado pra mim e me amado de forma inigualável e ter dado Seu Único Filho por mim. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. ”João 3:16. Amor pelo qual me apaixonei, que me faz viver e hoje poder agradecer-Te!
Thanks, Lord!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Tão esperado aniversário


Todos os anos aguardamos ansiosos pela data que se aproxima contamos meses, dias e até horas. Então, chegou! Feliz Aniversário pra Mim! Presentes, festa, amigos reunidos e o tradicional “Parabéns pra você!”.
Alguém já passou por isso? Pois eu já, muitas vezes.
Agora nós vamos lembrar de um aniversariante, certamente o mais conhecido entre nós. Imagine-se em Seu lugar. Chegado o tão esperado dia todos se arrumam, enfeitam suas casas, compram presentes, preparam comidas e bebidas...muita alegria no ar, então, na hora da festa um grande decepção. De repente você descobre que os presentes não são para você, que a festa não é sua e nem os preparativos em seu favor. Alguém tem comemorado essa data em seu lugar. Como você se sentiria?
Esse a Quem nos colocamos no lugar é Jesus. O aniversário é d’Ele, portanto, todos os preparativos, comida e bebida, ornamentos e presentes deveriam ser d’Ele e na verdade não é isso o que tem acontecido, o aniversariante mais conhecido da história tem sido esquecido/substituído. Como estará o coração de Jesus? Sabendo que abriu mão da Sua vontade e da Sua Majestade pra ser tratado assim. Até quando iremos ignorar a manjedoura, a cruz e o Espírito de Cristo em nossas vidas?!
Lembrando que não comemoramos aniversários de mortos, não é mesmo? O que não é o nosso caso. Diante disso, acredito eu que o melhor a fazer é não receber os presentes que na verdade não são para mim, lembrar do aniversariante, entregar a Ele a honra, a glória e o louvor sabendo que Jesus não exige de nós presentes, festas e nem banquetes. O que Ele quer, todos nós podemos oferecer, em sinal de gratidão e reconhecimento por estar vivo em nós até hoje, Ele só deseja um coração quebrantado e disposto a obedecer.
Feliz Aniversário, Jesus!
Por Camila Rodrigues.
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto.” Isaías 09:06-07

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Mansos


Convivendo em meio a tanta violência, com tanta maldade no meio da rua, uma intolerância à flor da pele temos a falsa idéia do que é ser manso. Para alguns, manso é aquela pessoal débil e alienada da realidade, aquele cara que o mundo pode cair, tudo está indo de mal a pior que ele não está nem aí. Mas mansidão é algo que o Senhor nos ensina em Sua palavra e quer que tenhamos isso em nosso caráter.
"Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;" Mateus 5:5
O Pai tem preparado um lugar para nós, só desfrutaremos dele se formos mansos. Apenas aqueles que descansam assim como Elias sob a sombra das asas do Senhor encontram descanso para as suas almas, só eles conhecem os lugares secretos de Deus pra nós, é nessa calma e nessa tranqüilidade que Deus opera, Ele trabalha em silêncio, em silêncio Ele fala, sem precisar de furacões nem abalos de terra.
Os mansos tem essa capacidade de ouvir a Deus. Assim como Moisés - me impressiono com a sensibilidade e tranqüilidade desse homem de Deus - depois de ser fugitivo e haver constituído família em outra terra ele pede que seu sogro o abençoe e retorna ao Egito, lugar de onde saiu como assassino para resgatar o Israel de Deus. Moisés foi escolhido e teve seu caráter moldado por Deus de forma estratégica, ele era a pessoa certa. Nós em seu lugar não andaríamos com aquele povo no deserto nem por 40 minutos, somente o homem mais manso da face da Terra, guiado por Deus, conduziria aquele povo à Terra Prometida. Moisés foi em todo tempo intolerante com o pecado no meio daquele povo, foi na sua mansidão e ousadia que a presença do Senhor passou por diante dele.
“Então ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória. Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do SENHOR diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer. E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá. Disse mais o SENHOR: Eis aqui um lugar junto a mim; aqui te porás sobre a penha. E acontecerá que, quando a minha glória passar, pôr numa fenda da penha, e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado.” Êxodo 33:18-22
Os mansos são amigos de Deus. Enquanto o Senhor retirou sua presença do meio do povo, não a Sua ajuda, Ele se encontrava com Moisés, o chamava de amigo.
“Porquanto o SENHOR tinha dito a Moisés: Dize aos filhos de Israel: És povo de dura cerviz; se por um momento subir no meio de ti, te consumirei; porém agora tira os teus atavios, para que eu saiba o que te hei de fazer.”Êxodo 33:05
“E sucedia que, entrando Moisés na tenda, descia a coluna de nuvem, e punha-se à porta da tenda; e o SENHOR falava com Moisés. E, vendo todo o povo a coluna de nuvem que estava à porta da tenda, todo o povo se levantava e cada um, à porta da sua tenda, adorava. E falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo; depois tornava-se ao arraial; mas o seu servidor, o jovem Josué, filho de Num, nunca se apartava do meio da tenda.”Êxodo 33:09-11

Em meio à tempestade enquanto seus discípulos se desesperavam Jesus estava a dormir, não por ser folgado ou porque já tinha trabalho de mais, afinal, Ele já tinha contado várias parábolas para o povo e merecia descanso. Mas não era isso, Jesus era humano e necessitava de descanso, não descansava apenas fisicamente, mas descansava no Senhor, Ele estava no comando, sabia que nada precisava temer, pois não seria uma tempestade que ceifaria suas vidas, aquilo era Deus provando a fé daqueles homens, o quanto eram mansos e até que ponto eles dependeriam do favor e da vontade de Deus. A bondade e a mansidão de Jesus estão presentes em toda Sua vida, nas bodas de Caná, na casa de Marta e Maria, na queda de Pedro e até mesmo na Sua prisão.
“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.”Êxodo 11:28-30
Jesus fez um convite àquele povo, e esse convite tem se entendido a todo os povos, de toda língua, cor, crença e nação. De se achegarem a Ele todos os cansados, ansiosos, sobrecarregados, agressivos e inquietos. Ele chamou a mim e a ti também! Se você, assim como eu, quer aprender com o Mestre a ser manso, humilde e sincero, não só de coração, mas no trato com seu irmão, nas tempestades e nas adversidades, venha, Ele quer te dar essa aula, o caminho Ele já trilhou.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Quando somos chamados

Desde muito tempo eu sentia que Deus estava me chamando para ser parte de algo muito maior. Apesar de muitas coisas terem acontecido na minha vida e muitas delas me afastarem de Deus, com muito amor, Ele foi me atraindo de volta para o caminho certo. Sempre me dispus a ser instrumento nas mãos de Deus, para ser usado para transformar vidas, mas antes de transformar a vida de outros eu precisava ter minha própria vida transformada, precisava ter concretizado em mim aquilo que as pessoas precisam: Jesus. Sem Ele, nada do que eu fale ou faça terá algum valor. Mesmo não sendo merecedor de coisa alguma, sei que Deus me escolheu.




Minha segunda reação foi medo, porque a primeira foi de intensa felicidade, como eu me senti um nada! De fato, o sou. Foi aí que eu pude entender que não seria eu que iria fazer alguma coisa e sim o Espírito Santo agindo através de mim – coisa da qual também não sou merecedor. Confessei meu medo a Deus e, sinceramente, fui respondido da mesma forma que Deus falou a Josué, através de Moisés: O Senhor Deus irá na sua frente; ele mesmo estará com você e não o deixará, não o abandonará. Não se assuste, nem tenha medo.” – (Deuteronômio 31:8).

Bem mais confiante, segui orando para que Deus me mostrasse o que eu iria fazer. A resposta para mim foi bem sugestiva: missões. Eu sempre gostei de missões, mas nunca me imaginei como missionário, nunca me imaginei indo a outros lugares para falar do amor de Deus e da salvação.  Esse era meu desafio, sempre fui meio tímido para falar com as pessoas e ainda mais para falar de Jesus! Algumas coisas foram acontecendo até que surgiu uma oportunidade de ir a São Paulo para participar do projeto missionário “Jesus Transforma”. Orei mais ainda porque não sabia o que me esperava por lá, mas meu único desejo era ser usado por Deus.


Por causa da minha teimosia, ainda não sabia direito se o meu chamado era realmente de missionário, então orei e pedi para que depois daquele projeto Ele me confirmasse.  Como o tempo de Deus é diferente do nosso, Ele me respondeu,uma semana antes de eu viajar, em um sonho de visão, e me mostrou que era isso mesmo que Ele tinha preparado para mim. E continuou falando comigo, assim como falou a Josué: Lembre da minha ordem: “Seja forte e corajoso! Não fique desanimado, nem tenha medo, porque eu, o Senhor, seu Deus, estarei com você em qualquer lugar para onde você for!” – (Josué 1:9).


Por causa desse amor que eu tenho pelo Senhor e – sem arrogância - porque Ele me escolheu tenho enfrentado vários obstáculos. Minha vida não tem sido tão fácil... Muitos podem pensar: “Mas você só tem 18 anos, ainda não viveu o suficiente para saber o que é uma vida difícil.” Certo. Não vivi muita coisa, mas o pouco que eu vivi pude experimentar da provisão de Deus e da sua imensa misericórdia. Já vivi o suficiente para saber que sem Jesus eu sou nada, pra reconhecer que Ele é Deus e que salva e liberta; já vivi o suficiente para escolher negar a mim mesmo e carregar minha cruz; já vivi o suficiente para saber que agora é Ele quem vive em mim. Não importa se vierem muito mais obstáculos que agora, sei que caminhar ao lado do Senhor é muito difícil mas não vou desistir, não vou deixar nada afligir meu coração, pois sei que Ele tem muito mais para mim. “E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento.” (2 Coríntios 4:17).

Deus chamou a todos e tem dado diferentes dons, mas apenas uma ordem: “—Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas.” (Marcos 16:15). Por causa do evangelho, por causa de Jesus, temos passado por obstáculos e enfrentado muitas tribulações, mas Ele já sabia disso, Ele passou por isso! Aquela humilhação que Ele sofreu, era para nós termos sofrido; aqueles açoites e chicotadas que Ele recebeu, nós que deveríamos ter recebido; aquela cruz que Ele carregou, era a nossa cruz; aquela coroa de espinhos que foi colocada na cabeça d’Ele, era para ter sido colocada na nossa cabeça e os pregos eram para ter furado as nossas mãos; aquele sangue que Ele derramou, era para ser o nosso sangue derramado. Nunca fomos dignos de nada, nem que Ele se sacrificasse por nós, mas Ele nos escolheu.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

"Não há outro lugar” - Megafone

"Não há outro lugar” é uma música da banda Megafone, esse grupo tem alcançado várias vidas através do seu estilo jovem e estratégico. O tão esperado vídeo surpreendeu a todos, uma mega-produção. A música fala sobre retornarmos à presença do Senhor, lugar que nos traz boas lembranças, temos saudade dele. É na presença do Senhor que conhecemos, , que vc seja abençoado nessa tarde e que não haja lugar melhor pra se estar e se derramar senão a presença do PAI.


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Renove a sua mente

Princípios morais e éticos sendo deturpados todos os dias para simples satisfação do desejo da nossa carne; situações que são claramente indevidas, mas que o mundo considera normais e acha que devemos aceitá-las, entre muitas outras coisas. O mundo tem nos pressionado, tentado cauterizar as nossas mentes e vedar nossos olhos para que, não vendo, façamos o que não é certo. Por muitas vezes nós acabamos cedendo à pressão do mundo e nos deixamos levar por essa onda de pecado, pensamentos e atitudes corrompidas que nos cercam constantemente. Mas Paulo, falando aos Efésios, disse: “Portanto, em nome do Senhor eu digo e insisto no seguinte: não vivam mais como os pagãos, pois os pensamentos deles não têm valor, e a mente deles está na escuridão. Eles não têm parte na vida que Deus dá porque são completamente ignorantes e teimosos. Eles perderam toda a vergonha e se entregaram totalmente aos vícios; eles não têm nenhum controle e fazem todo tipo de coisas indecentes. Portanto, abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos. É preciso que o coração e a mente de vocês sejam completamente renovados. Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a ele.” (Efésios 4:17-19 /22-24)


Não adianta ter a mente renovada simplesmente para que ela seja ocupada com os mesmos, ou piores, pensamentos corrompidos que o mundo impõe. Precisamos abandonar os velhos hábitos e atitudes que nos destroem e corroem a nossa santidade e nos afastam de Deus, pois Ele é Santo e não pode conviver com o pecado. Temos que deixar que Ele nos transforme completamente a nossa mente para que possamos experimentar a Sua vontade. “[...], mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.” (Romanos 12:2). Depois de ter a mente renovada pelo Espírito Santo devemos deixar que Ele nos guie, porque as pessoas que não têm sua mente renovada pelo Espírito Santo são dominadas pelas suas vontades. “Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus têm a sua mente controlada pelo Espírito.” (Romanos 8:5). Quem tem a mente controlada pelas suas vontades está morrendo, mas quem o Espírito guia está sendo vivificado a cada dia. “As pessoas que têm a mente controlada pela natureza humana acabarão morrendo espiritualmente; mas as que têm a mente controlada pelo Espírito de Deus terão a vida eterna e a paz.” (Romanos 8:6).

Ainda pior que ver o mundo deturpar valores, é ver alguns “cristãos” deturpando a verdade do evangelho. A situação se torna pior porque as pessoas, por causa de ingenuidade ou ignorância têm suas mentes cauterizadas, se entregam a esse evangelho que não é verdadeiro e que não traz salvação. Nem todo mundo que fala de Deus é realmente de Deus, conhecer a Palavra é diferente de vivê-la, pois até o diabo a conhece. Precisamos nos alimentar todos os dias da Palavra de Deus, porque ela é alimento sólido que nos revigora, nos fortalece e nos ajuda a enxergar melhor. Não devemos nos contentar com qualquer alimento, somente com o verdadeiro. “No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará com que caia sobre eles uma rápida destruição.” (2 Pedro 2:1). Deus já sabia que algumas pessoas se levantariam e falariam as mentiras, mentes controladas pelo diabo pregarem um evangelho que não chama o pecador ao arrependimento e não conduz à salvação. Deus está no controle de tudo, mas não se deixem levar pelas línguas mentirosas que estão ao redor tentando corromper vocês, não deixem que elas os levem por caminhos perigosos que levem pra longe de Deus. Estejam firmes e permitam que o Senhor renove a mente de vocês por completo.

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus. Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.” (Filipenses 4:7-8)

sábado, 18 de dezembro de 2010

Céu dos sonhos


Desde muito pequeno escuto histórias do Céu, a tia da EBD dizia que suas ruas eram de ouro, que havia muros de rubi, e sofrimento lá não haveria.“E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.” Apocalipse 22:03. Nós, crianças maravilhadas com tudo aquilo tínhamos paixão pelo dia em que descobriríamos tanta riqueza, pensávamos dia e noite, enchíamos as tias e nossas mães de perguntas, aquilo brilhava tanto aos nossos olhos, era magnífico.

Queria tanto andar nas ruas de ouro, me encontrar com Cristo e procurar suas mãos furadas, queria tocar nelas e me certificar se todas as histórias que ouvia eram verdadeiras, se Ele tinha mesmo as mãos furadas e se me deixaria tocá-las. Viraria eu um anjo? E minhas roupas?! Seriam brancas?! Haveria luz em mim?! Essas e outras perguntas povoavam minha imaginação de pequenino.
Mas os anos passam e com eles se vão a inocência infantil, nossos sonhos são levados pelo tempo e pelas mentiras nas quais acreditamos, a criança que outrora sonhava com o céu hoje busca carros, bem, casas, posses terrenas, até sabemos que são passageiras, mas o céu está tão distante... e tão incerto.
Os nossos olhos que estavam fitos no céu e brilhavam quando se falava dele, hoje já procuram outros alvos, se secaram e encheram-se de poeira, dor e desilusão.
Não queria que fosse assim, ser criança era muito bom, ter esperança, alegria, essas coisas que as pessoas grandes se recusam a ter, crer em Deus e confiar nas obras de Suas mãos, esperar pelo céu, olhar pra ele e imaginar como será, acreditar no brilho das suas ruas e na beleza de seus muros, avistar o Rio da Vida “E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.”Apocalipse 22:01
Quero buscar as coisas do alto, olhar para elas primeiramente e ter minha esperança renovada, minhas forças restauradas, voltar a sonhar como criança, com as ruas de ouro, as pedras preciosas, o Rio de Vida, mas mais que isso, sonhar com o dia em que me encontrei com Aquele que morreu por mim... “eu não sei se vou dançar ou em seus braços vou cair”.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Todo tempo tem seu tempo

Tudo neste mundo tem o seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião. Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar; tempo de matar e tempo de curar; tempo de derrubar e tempo de construir. Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar; tempo de chorar e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las; tempo de abraçar e tempo de afastar. Há tempo de procurar e tempo de perder; tempo de economizar e tempo de desperdiçar; tempo de rasgar e tempo de remendar; tempo de ficar calado e tempo de falar. Há tempo de amar e tempo de odiar; tempo de guerra e tempo de paz.

(Eclesiastes 3:1-8)

Se há tempo para tudo, por que ainda insistimos em nos preocupar com algo que está acontecendo ou que ainda não aconteceu? Se há tempo para que todas as coisas aconteçam, por que sempre queremos adiantá-lo? Ingratidão ou insatisfação? Deus tem os seus planos e os cumpre quando quer, Ele mesmo planejou todos os nosso dias e nada foge ao Seu controle. Então, por que nos deixamos dominar pelas nossas preocupações? Porque até isso é plano de Deus para reconhecermos que dependemos Dele.  “Deus marcou o tempo certo para cada coisa. Ele nos deu o desejo de entender as coisas que já aconteceram e as que ainda vão acontecer, porém não nos deixa compreender completamente o que ele faz.” (Eclesiastes 3:11)


Mesmo sabendo que é Deus quem está no controle de tudo sempre nunca ficamos satisfeitos e tentamos dar uma ‘ajudinha’, um ‘empurrãozinho’... Aí sabe o que acontece? Nada! Por que nós não temos domínio sobre nada. Só Deus é suficientemente poderoso para fazer acontecer – e às vezes faz acontecer mais de uma vez - para que a gente possa compreender que
 somente Ele pode tudo e devemos temê-lo. “Eu sei que tudo o que Deus faz dura para sempre; não podemos acrescentar nada, nem tirar nada. E uma coisa que Deus faz é levar as pessoas a temê-lo. Tudo o que acontece ou que pode acontecer já aconteceu antes. Deus faz com que uma coisa que acontece torne a acontecer.” (Eclesiastes 3:14-15)

Tudo que vivemos, estamos vivendo e vamos viver está planejado por Deus e já marcado para acontecer no tempo exato! Só que Ele não deixa a gente saber. Se soubéssemos, com certeza, tentaríamos adiantar ou mudar.  “Aí cheguei à conclusão de que Deus está pondo as pessoas à prova para que elas vejam que não são melhores do que os animais. No fim das contas, o mesmo que acontece com as pessoas acontece com os animais. Tanto as pessoas como os animais morrem. O ser humano não leva nenhuma vantagem sobre o animal, pois os dois têm de respirar para viver. Como se vê, tudo é ilusão, pois tanto um como o outro irão para o mesmo lugar, isto é, o pó da terra. Tanto um como o outro vieram de lá e voltarão para lá.”(Eclesiastes 3:18-20)

Nossas preocupações diárias, em alguns momentos, nos impedem de ver a mão do Senhor agindo em nosso favor. Muitas vezes nos encontramos aflitos por causa de alguma situação na nossa vida e não percebemos que o que precisamos fazer é descansar em Deus. Queremos que Ele nos ajude e faça com que tudo aconteça na hora que a gente quer, mas nosso tempo é diferente do tempo de Deus.“Meus queridos amigos, não esqueçam isto: para o Senhor um dia é como mil anos, e mil anos, como um dia.” (2 Pedro 3:8)

O Senhor nos convida a aproveitar a plenitude de Sua presença e às vezes nossa resposta é: -“Não tenho tempo”. Persistimos no erro de achar que Deus tem que fazer na hora que a gente quer, mas Ele nos diz, como disse a Paulo em outra ocasião, “A minha graça te basta”. Muitas vezes parece que a  graça do Senhor não tem sido bastante para nós.  Somo pó, apenas pó! Precisamos esperar e confiar em Deus, Ele cuida de nós. Tudo o que precisamos para viver vem Dele, é Ele. Tudo pode passar, o tempo pode passar, mas as palavras de Deus não passarão.

Que o Senhor nos ajude a esperar e descansar Nele.

“E também nos alegramos nos sofrimentos, pois sabemos que os sofrimentos produzem a paciência, a paciência traz a aprovação de Deus, e essa aprovação cria a esperança. Essa esperança não nos deixa decepcionados, pois Deus derramou o seu amor no nosso coração, por meio do Espírito Santo, que ele nos deu. De fato, quando não tínhamos força espiritual, Cristo morreu pelos maus, no tempo escolhido por Deus.” (Romanos 5:3-6)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Quando me canso



Às vezes me canso, sabe? São tantas coisas, muitas mudanças, sofrimentos pelos quais não podemos simplesmente escolher não passar, traumas, alterações que não pedi para serem feitas, mudam as coisas de lugar... São pessoas que entram e saem da minha vida bagunçando tudo sem ao menos pedir licença, são palavras que me ferem, outras palavras aliviariam a minha alma, mas nunca são proferidas.
Às vezes tento tomar as rédeas da minha vida, para tentar controlar as pessoas ao meu redor quando nem a mim mesmo consigo, acho que isso me traz segurança, pra mim é mais cômodo, acho que me renderia menos trabalho, talvez sofreria menos, viveria mais, seria bom, mas não é assim que são as coisas, quero o que é bom, o que bom já me basta, me satisfaz... Mas é o melhor? E essa vida extraordinária que me prometem, sem sofrimentos, com paz, alegria, amor e justiça? Onde estão as palavras de alento que tanto procuro? Não são elas que podem me salvar? Nelas que encontrarei refrigério, alívio eterno?
Eu sei onde encontrar, eu esperei tanto por isso, muitos falam que existe, mas poucos têm tanta coragem, mas eu vou ao Seu encontro, sei que nunca mais serei o mesmo, entre nós não existirão segredos, seremos como “unha e carne”, como melhores amigos, a quem confio os segredos da minha alma, os mais íntimos anseios e as mais variadas vontades. Alguns o chamam de BÁLSAMO, outros de MÉDICO, há os que o conhecem como OLEIRO, SANTO DE ISRAEL, CORDEIRO DE DEUS, EXCELSO, SUPREMO DEUS, PAI DA ETERNIDADE, JEOVÁ, PRÍNCIPE DA PAZ, mas eu o chamo apenas de PAPAI.
PAPAI fique sempre comigo, proteja-me, PAPAI, de todos aqueles que se aproximam de mim para me machucarem e levarem minha esperança, cubra-me com Tua mão, firma meus pés, trace meus caminhos, realize em mim seus sonhos, embala-me em Seus braços, não deixe que meus olhos se desviem de Ti, não quero perder Seu olhar a me guiar, nem Sua Palavra a me alimentar... fica comigo.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Desabafo, cura e esperança


Desde que me entendo por gente, aprendi que a vida não é brincadeira. Infelizmente, já nasci em um lar desestruturado com pais separados e irmãos mais velhos. Lembro que minha mãe já era cristã e meu pai, alcoólatra. Tive que amadurecer rápido que o normal porque as circunstâncias exigiram, eu precisava aprender a lidar com a rejeição e ausência do meu pai. Machucou. Não posso dizer que em minha infância foi maravilhosa, mas, de certa forma, também não posso dizer que foi ruim. Apesar de tudo isso, acho que eu era feliz.


Conforme fui crescendo, as situações que eu já vinha enfrentando foram se tornando feridas que demorariam a cicatrizar. Até que... Mudança radical! Eu e minha prima deixamos nossas mães e irmãos para morar com nossos tios aqui no Rio de Janeiro. Imagina como foi difícil! Eu era – e ainda sou – o filho caçula super agarrado com a mãe, aonde ela ia eu ia. Agora só eu estava indo. Chorei demais. A partir daquele dia eu não tinha idéia do que seria de mim sem a minha mãe e meus irmãos. Na verdade, ninguém, aos nove anos de idade, teria.


Apesar de minha mãe ter me criado no evangelho, com a minha pouca idade eu não sabia o que aquilo significava na realidade. Ela me explicava, eu entendia... Mas eu era criança, queria só brincar. No dia seguinte após minha chegada ao Rio de Janeiro, chorei rios. Todos os dias eu ligava pra minha mãe e, chorando, pedia pra ela vir me buscar. Não lembro muito bem como, mas ela conseguia me acalmar e eu conseguia levar aquele dia. Até que depois de um tempo eu me acostumei com o lugar novo e as pessoas novas e casa nova e a distância.

Morando em um novo lar a referência mais próxima que eu tinha, além dos meus tios, era a minha prima. Meu tio é pastor e também a profissão de corretor imobiliário e minha tia é educadora religiosa e também funcionária pública. Com eles, comecei a aprender o significado das coisas de Deus e até fui batizado. Mesmo assim, não foi logo de cara que mudei. Nós íamos à igreja, mas eu não gostava muito, achava chato. Quando fui chegando à adolescência foi piorando. Mudanças, mudanças, mudanças! Não estava preparado para elas.

Na escola eu fiz alguns poucos amigos que, três anos mais tarde, teria que deixá-los. Quando eu já estava super adaptado à cidade e às pessoas no meio do ano, precisamos mudar de Petrópolis para a cidade do Rio por causa do trabalho dos meus tios. Todas aquelas pessoas que eu aprendi a amar, deixei-as. Mas uma vez foi difícil, eu os considerava como família. Chegando à cidade nova, casa nova, escola nova, pessoas novas, tudo novo. Aqui vivi toda a minha adolescência, cometi todos os erros que, se eu pudesse, não teria cometido.



Gostando ou não dessa nova mudança, Deus estava começando a me tratar. Tropeçando por alguns caminhos super tortuosos, eu fui caindo... Arrependia-me e caía outra vez. Tudo era permissão d’Ele, para que eu pudesse reconhecer que eu ainda estava vivo porque Ele queria; que o fato de eu ter nascido com vida foi porque Ele quis; todas as coisas que aconteceram na minha infância aconteceram para que Ele pudesse manifestar a glória d’Ele na minha vida. “Deus fere, mas ele mesmo faz o curativo; ele machuca, mas as suas mãos curam.” (Jô 5:18)


Deus literalmente começou a boa obra, foi logo tratando o que machucava mais: minhas emoções, meus sentimentos. De uma maneira tremenda Ele foi me mostrando o porquê de tudo aquilo. Para curar a ausência e a rejeição do meu pai, Ele me deu o meu tio, que me trata como se fosse um filho e me dá o amor e o carinho que não recebi. Para a saudade da mãe, Ele me deu a minha tia para cuidar de mim. Para a saudade dos irmãos, Ele permitiu que minha prima viesse e crescesse comigo e assim não me senti tão sozinho.

Ele também colocou pessoas no meu caminho que têm sido maravilhosas pra mim. Comecei, aos poucos, a descobrir Deus de verdade, descobri que Ele faz tudo perfeito e nada foge a Seu controle. Senti-me, literalmente, como Abraão quando Deus o mandou sair da casa dele e ir a um lugar que ele não conhecia, lugar onde Deus começaria a realizar os propósitos através da vida dele. Esse entendimento eu só vim ter já bem mais velho, com a cabeça no lugar e sendo ‘consertado’ por Deus. Ele já tinha os planos Dele para mim, creio nisso.

Hoje sou bem diferente do que eu já fui um dia. Deus tem sarado completamente as minhas feridas, tem cuidado constantemente de mim, tem sido o meu Pai, tem me mostrado o amor perfeito que lança fora todo medo, tem me dado um futuro e uma esperança. Há pouco tempo Ele confirmou na minha vida o chamado missionário, tem me dado a honra de proclamar a Palavra de amor, de salvação e libertação. A mesma Palavra que me libertou e tem curado todo o meu interior e todas as minhas lembranças.




Tudo isso que aconteceu na minha vida, com certeza, acontecido na vida de outras pessoas. Talvez nesse momento elas estejam machucadas por suas memórias marcadas pela dor da rejeição ou da ausência; talvez estejam debaixo de uma opressão muito grande e até entrando em depressão; talvez estejam pensando até que não existe mais solução. Mas existe solução: Jesus! Não sei se você, que está lendo, esteja nessa condição, saiba de uma coisa: Jesus te conhece tão bem, conhece o seu coração e todas as coisas que tem acontecido contigo, tem visto as lágrimas que você tem derramado, tem cuidado de você. Eu não sei o peso que você tem carregado e nem por quanto tempo você tem carregado, mas Ele quer te aliviar! “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” (Mateus 11:28) Ele se importa contigo e te ama muito!


Talvez você seja aquele filho que não foi planejado pelos pais, talvez eles não te quisessem e te falaram isso, mas você precisa saber que antes mesmo de você ser formado no ventre da sua mãe, Deus já tinha te planejado! Você é o melhor de Deus, você foi feito à imagem e semelhança Dele! Você nasceu porque Ele quis. Talvez você tenha caído em alguma armadilha do diabo e, por causa disso, se afastou de Deus e agora está ferido e magoado... Lembre-se que o Senhor nunca te esqueceu, não se afastou de ti e nem deixou de te amar. Ele está te esperando ansioso pra te abraçar, te restaurar e te dar uma nova vida. O que você precisa é caminhar na direção Dele. Corre! Há esperança pra você! “Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e o seu tronco morrer no pó, ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como uma planta.” (Jó 14:7-9)

Se você se entregar completamente pra Ele, permitir que comece ou termine a obra Dele na sua vida, Ele vai te inundar com um rio de águas que curam e que saram a tua alma, que te renovam. Só Ele tem as palavras de vida eterna. Deixe-O trabalhar em você, permita que Ele te cure de uma vez por todas. Você pode até estar abatido agora, gravemente ferido, mas não está destruído (2 Coríntios 4:9). Ele é quem te fortalece e cuida de você. Não dê ouvidos às vozes que ecoam na cabeça dizendo que você não tem valor, pois para Deus sua vida é muito preciosa.


Deus nos abençoe e nos ajude a perceber esse amor maravilhoso.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Sobre caminhada, estradas, cruz e mochila


Em muitas das coisas que eu escrevo falo muito de caminhada, sobre prosseguir, alvo, muitos podem não entender, mas é a forma mais literal que encontro para falar da nossa vida cristã. Somos andarilhos numa terra desconhecida, onde passaremos toda a nossa vida, sempre com o pé na estrada, entre curvas e retas, às vezes estradas esburacadas e cansativas, como mochileiros, carregando nossa bagagem, levando apenas o essencial. Já nascemos com uma mochila, uma mochila limpa, vazia, mas com o passar dos anos, dos acontecimentos, mesmo sem nossa permissão são colocadas pedras nas nossas mochilas, pedras essas na maioria das vezes colocadas por pessoas que amamos e que achávamos que podíamos confiar, crescemos com essas pedras, e a cada dia que passa se não tiramos elas da nossa mochila nosso caminhar se torna lento e torto, somos levados a caminhos desconhecidos e sombrios, muitas pedras são colocadas por nossas próprias mãos, somos os culpados pela maior parte do peso que arrastamos conosco, muitos se encontram com Cristo pelo Caminho, mas não permitem que sejam aliviados do peso, podem achar que é mais cômodo não chegar a lugar algum do que permitir o tratamento do Pai em nossas vidas, Ele só quer tirar tudo aquilo que nos aflige, nos envergonha e nos dar um fardo que é leve. A cruz de Cristo é indispensável na nossa mochila, se não estamos dispostos a levá-la conosco a caminhada torna-se vazia, sem rumo além de tudo árdua. "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e meu fardo é leve."(Mateus 11:28-30). Outros, assim como eu, se rendem à graça libertadora e renovadora do FILHO DE DEUS, se expõem ao altar da salvação e não hesitam ao tratamento que nos é dado, nada à força, o Senhor nos convida a nos achegar a Ele, o tratamento não é “plug-and-play”, mas no tempo de DEUS, requer renúncias, libertação de perdão, requer de nós disponibilidade e ousadia para darmos esse passo na nossa caminhada. Quando nos dispomos a sermos tratados e tirarmos esses pesos extras da nossa bagagem podemos respirar mais fundo, colocando a direção de DEUS na mochila, seus dons e talentos a caminhada à Cidade Eterna torna-se prazerosa além de nos render frutos para a Eternidade, além disso podemos falar às pessoas sobre o que Deus tem feito em nossa vida, nos tornando mochileiros de Cristo, multiplicadores da Palavra da Verdade, incorfomados com a realidade esmagadora do mundo e com as farsas pregadas como "verdade".
Então, Mochileiro de Cristo, aventure-se pelos caminhos de Deus pra sua vida, leve pessoas com você, desfaça-se de toda bagagem extra, não colecione desavenças, relacionamentos mal-resolvidos, pecados de estimação, ou qualquer outra coisa que pese sua mochila, encha-se do poder de Deus e do mover do Espírito Santo, e que isso gere transformação por onde você passar. Um aviso! A caminhada é longa, mas a companhia é certa!
Segue abaixo o vídeo de divulgação de um congresso que participei, o 1° “Congresso Mochileiro”, fui ministrado de forma tremendamente abençoada naqueles dias, lá pude entender sobre nossa caminhada, o que somos, a quem seguimos, o que levar na mochila e o que devemos tirar da nossa bagagem. Não deixe de assistí-lo!
Seja abençoado!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Negar a si mesmo

E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.” (Lucas 9:23-24)
*Esse texto também está presente em Mateus 16:24-25 e Marcos 8:34-35.
                                


Sei que muita gente já escreveu sobre o assunto, mas dessa vez eu posso compartilhar minha própria experiência.Em um dos meus momentos com Deus, tive a oportunidade de ler esse texto e não consegui mais para de pensar nisso e de como negamos tudo, mas nunca a nós mesmos! E assim passaram algumas semanas e continuei meditando nessa palavra que, apesar de estar clara, não saía da minha cabeça. Ouvi até algumas músicas que falam sobre renúncia de vontade, renúncia de si mesmo, renúncia de muitas coisas somente para viver a vontade de Deus; mas nenhuma delas conseguiu expressar a essência dessa palavra.

(Ex.: Abro mão dos meus sonhos / Abro mão dos meus planos / Abro mão da minha vida por Ti / Abro mão dos prazeres e das minhas vontades / Abro mão das riquezas por Ti” ou então Abro mão do meu eu, de tudo que há em mim”. Orei bastante e pedi a Deus orientação e que me mostrasse o que significava de verdade.

Percebi que ‘negar a si mesmo’ toma uma conotação diferente quando cantada em algumas canções. É preciso esclarecer que não se trata de desistir dos sonhos e planos e sim entregá-los a Deus que, segundo a Sua vontade, os realizará. "As pessoas fazem muitos planos, mas quem decide é Deus, o Senhor. - Provérbios 19:21"; não é uma questão de desistir e sim de obedecer. É muito bonito quando cantamos e declaramos que somos capazes de deixar tudo por Deus. Mas até que ponto isso é verdadeiro em nossas vidas?

Teoricamente ‘abrir mão’ funciona muito bem, mas na prática o bicho pega! NINGUÉM gosta de desistir daquilo que gosta ou deixar as coisas que ama para viver algo que ‘não conhece’. "Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam." – 1 Coríntios 2:9. Claro que quando nos dispomos nas mãos de Deus para ele nos mudar e moldar, certos hábitos precisam ser deixados, precisamos para de agir com certas atitudes e determinadas palavras precisam sumir do nosso vocabulário, mas é um processo que não conseguimos fazer por nossa própria vontade, mas é obra que o Espírito Santo realiza em nós quando permitimos que Ele trabalhe nosso caráter a fim de sermos verdadeiramente à imagem e semelhança de Deus.

Logo, ‘negar a si mesmo’ não é uma ação nossa e sim parte da obra que é feita em nós. É aí que percebemos as diferenças entre a vida que vivemos e a vida que Deus nos propõe. Se a vida que vivemos é difícil e repleta de obstáculos, a vida com Deus também não é fácil. Quando nos aproximamos mais e mais de Deus e buscamos intimidade e lemos a Palavra, ganhamos força e passamos a crescer e dar frutos para glória do Pai, mas o mundo não quer isso e tenta nos separar a todo custo! Oferece-nos coisas maravilhosas e que certamente já foram ou são alvo do nosso desejo. Nesse momento é que precisamos estar firmes e fortes para resistir e sem vacilar escolher permanecer vivendo os planos de Deus, afinal Ele fala pra gente: “Assim como o céu está muito acima da terra, assim os meus pensamentos e as minhas ações estão muito acima dos seus.” - Isaías 55:9.

Quando reconhecermos que dependemos de Deus e que nada somos, vamos descobrir que Ele tem o melhor pra nós. Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” - Jeremias 29:11. E o desafio cresce porque também precisamos carregar a nossa cruz todos os dias e estar dispostos a correr todos os riscos (inclusive perder nossas vidas, que na verdade é ganhar) para cumprir a vontade de Deus.

No momento em que O aceitamos como único Senhor e suficiente Salvador, embarcamos na maior das aventuras. Por amor verdadeiro pelo Pai. Por causa dEle, a palavra diz que seremos odiados e também “Durante a vida inteira estamos sempre em perigo de morte por causa de Jesus, para que a vida dele seja vista neste nosso corpo mortal.” - 2 Coríntios 4:11. Mas nada pode nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus (Romanos 8:38-39)! Não desanimem!

“Pensem no sofrimento dele e como suportou com paciência o ódio dos pecadores. Assim, vocês, não desanimem, nem desistam.” (Hebreus 12:3)


Nas minhas orações, nos meus momentos com o Pai, peço sempre que Ele me ajude a negar a mim mesmo, ajude a me entregar por completo para Ele, porque nos quer por inteiro com o nosso coração voltado pra Ele, só assim poderá completar a obra que começou.

Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação.” (Filipenses 4:13)

Por amor a Ele e com a força que Ele me dá eu negarei a mim mesmo.


Jesus nos abençoe.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Paz...


...paz que muitos procuram, mas poucos encontram... Perseguida por todos os povos e por reis durante toda a história. Paz que os homens buscam em coisas, pessoas, mas só há uma fonte: DEUS, o Príncipe da paz, de onde emanam riqueza, bondade e sabedoria. Na correria do dia-a-dia muitas vezes nos tornamos insensíveis, até mesmo incapazes de olharmos pra nós mesmos. São as notas da faculdade, nossos problemas diários, projetos pessoais, vida ministerial... Tantas coisas pra nos preocuparmos, afinal, a vida é tão curta, certo? Errado! De nada adianta ter as conquistas desse mundo, ter aos nossos pés riqueza, conhecimento e reconhecimento, se essa tal paz de que as pessoas falam não é encontrada nessas coisas.

Paz é isso que sinto todos os dias quando acordo, e também quando chego à casa depois de um dia de trabalhos e estudos, e posso descansar dos meus problemas e levar a DEUS meus anseios, esse sentimento de que tudo está bem, mesmo que não esteja tão bem, sei em Quem confio, e n’Ele minha fé está firmada, tenho a certeza de que nada passou da hora, seus planos nunca se atrasam.

Foi essa paz que Elias sentiu, mesmo ameaçado de morte, sem forças nem perspectivas apenas sentiu e confiou. “E ali entrou numa caverna e passou ali a noite; e eis que a palavra do Senhor veio a ele, e lhe disse: Que fazes aqui Elias? E ele disse: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas E Deus lhe disse: Sai, e põe-te neste monte perante o Senhor. E eis que passava o Senhor, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do Senhor; porém o Senhor não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o SENHOR não estava no terremoto; E depois do terremoto um fogo; porém também o SENHOR não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias?”( I Reis 19: 9-13). Foi nessa mesma paz que Davi descansava e se refugiava constantemente. Quando perseguido e cercado por inimigos, ele sabia onde encontrar refúgio e esconderijo. "Em paz me deito e logo pego no sono, porque, Senhor, só tu me fazes repousar seguro" (Salmos 4.8). Confiava no seu pastor, que lhe dava segurança, força e firmeza dos seus passos (Salmos 23).
Jesus nos deu essa paz na cruz do calvário, se ainda havia cadeias nos prendendo, todas elas se romperam naquele dia, o véu foi rasgado! O NOVO CAMINHO foi inaugurado, e hoje, hoje mesmo, Ele te toma pela mão e te convida a trilhar um caminho de paz, mesmo com seus problemas, suas crises, seus temores e anseios ele tem PAZ pra você, um fardo bem mais leve, e uma causa realmente nobre, não temas, nem te espantes, o segredo é confiar, dar as mãos a Jesus e permitir que Ele te inunde da verdadeira PAZ.
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize" (João 14.27).

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Intimidade com Deus

Tenho procurado todos os dias a presença do Senhor. Talvez isso pareça fácil para alguns, mas confesso que para mim é difícil. Sempre vem a preguiça, o sono ou alguma coisa “mais interessante” para fazer. Por causa da minha humanidade acabo me rendendo às coisas “mais interessantes” que a presença do Pai. Posso aplicar à minha vida, o que o apóstolo Paulo disse, escrevendo aos Romanos (7:14-15; 17-24) “Sabemos que a lei é divina; mas eu sou humano e fraco e fui vendido ao pecado para ser seu escravo. Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio. E isso mostra que, de fato, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz. Pois eu sei que aquilo que é bom não vive em mim, isto é, na minha natureza humana. Porque, mesmo tendo dentro de mim a vontade de fazer o bem, eu não consigo fazê-lo. Pois não faço o bem que quero, mas justamente o mal que não quero fazer é que eu faço. Mas, se faço o que não quero, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz. Assim eu sei que o que acontece comigo é isto: quando quero fazer o que é bom, só consigo fazer o que é mau. Dentro de mim eu sei que gosto da lei de Deus. Mas vejo uma lei diferente agindo naquilo que faço, uma lei que luta contra aquela que a minha mente aprova. Ela me torna prisioneiro da lei do pecado que age no meu corpo. Miserável homem eu que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte?” Nessa batalha espiritual, nessa luta da carne com o Espírito, Deus tem quebrado meu coração e me moldado conforme Sua vontade, tem me mudado tremendamente, me transformado para estar pronto para cumprir o propósito d’Ele. Tem trabalhado incessantemente em mim e derramado abundante misericórdia.



Anteontem tive uma oportunidade e necessidade de estar sozinho e, no meu quarto, orar. Passei momentos muito bons ali com Deus no meu ‘lugar secreto’. Percebi a diferença que existe entre parar para adorar, confessar, agradecer, suplicar, interceder, buscar um relacionamento verdadeiro e concreto com Deus e apenas orar poucos minutos. Até porque, como disse uma pessoa que sigo no Twitter (@kendi_candy), “Orar poucos minutos sem vontade é tocar a campainha do céu e sair correndo.” Concordo! Não é preciso fazer longas orações recheadas de vãs repetições (Mateus 6:7), mas orações sinceras como aquela feita pelo publicano da parábola que Jesus contou (Lucas 18:13). Nesse tempo que Deus separou para nós, orei pela minha vida, orei pela minha família, orei também pelos amigos mais chegados que irmãos que Deus tem colocado no meu caminho. Agradeci por todas as coisas, diante d’Ele confessei meus pecados e supliquei misericórdia e perdão. Continuando a orar, de repente senti o meu coração queimar para interceder por famílias e pessoas que eu não conheço! Não entendi muito bem no começo, mas eu obedeci. E sei que já não era mais eu, e sim o Espírito Santo agindo através de mim. Então, comecei a clamar pela libertação de alcoólatras, dependentes químicos, homossexuais e todos estão sendo escravizados de todas as formas pelo diabo; pela cura dos que estão padecendo de enfermidades; por aqueles que estão afastados de Deus; por provisão para aqueles que estão necessitados; clamei, clamei, clamei. Também intercedi pelos missionários que estão nos campos, para que Deus os guie, proteja, capacite, sustente – espiritual e materialmente, dê o escape e o descanso e as estratégias que precisam para seguirem proclamando a palavra e o amor de Cristo.

Tenho sido renovado todos os dias pelo Senhor. Por causa disso e para honra e glória do nome de Jesus, resolvi criar esse blog com o objetivo de compartilhar o que Deus tem feito na minha vida. Estou nesse propósito de realmente me alimentar de Deus através de Sua Palavra e Presença, conhecê-Lo e prosseguir em conhecê-Lo (Oséias 6:3), buscando-O enquanto posso achá-lo e invocando-O enquanto está perto (Isaías 55:6). Deus colocou esse propósito no meu coração logo após Ele me fazer perceber que é essencial que eu tenha intimidade com Ele e deixá-Lo cumprir seus propósitos em mim e através de mim é o mais importante. Em todo tempo Ele quer agir em nós e através de nossas vidas. Queremos isso, mas, às vezes sem perceber, não deixamos. É preciso dispor-se a ser transformado, quebrado, ser barro amassado nas mãos do Oleiro e ser feito vaso novo. Saiba-se de uma coisa: Deus não arromba portas, antes bate suavemente esperando para entrar e terminar a boa obra que começou. Como falei no início, para mim, é difícil mas é Ele quem me ajuda e me fortalece e n'Ele posso todas as coisas (Filipenses 4:13). Que Deus nos nos ajude a confiar e depender sempre d’Ele!

“Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, o Senhor os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito, para que Cristo habite em seus corações mediante a fé; e oro para que vocês, arraigados e alicerçados em amor, possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus. Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, a ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre! Amém!” (Efésios 3:16-21)